Ficar de pé

beneficios da ioga 360x360 - Ficar de pé


Conseguir uma «postura perfeita» pode não ser um objectivo realista. Anos de stress e traumas infiltram-se nos músculos e na fáscia, pelo que desenvolvemos formas de andar compensatórias para aligeirar lesões e dores. O corpo cria padrões de protecção para se manter erecto, uma espécie de andaime fisiológico. Não desespere por o seu alinhamento não ser ideal: junte-se a todos nós. O primeiro passo para corrigi-lo é tomar consciência das irregularidades.

O passo seguinte e praticar com regularidade, atendendo tanto ao alinhamento quanto à tensão muscular – o ioga ajudá-lo-à. A coluna vertebral tem quatro curvaturas. Quando um bebé nasce, toda a sua espinha dorsal tem a forma convexa de «C». Quando ele começa a erguer a cabeça, formasse a curva interna (côncava) da vértebra cervical do pescoço. Ao sentar-se direito, desenvolve a curva côncava na parte inferior da coluna (região lombar). A quarta curvatura encontra-se na base da espinha dorsal, onde o sacro e o cóccix mantêm a sua forma côncava original.

Estas curvaturas de protecção são uma espécie de amortecedores. Embora a expressão «costas direitas» seja vulgar, elas não consistem numa linha direita. Pelo contrário, uma coluna saudável mantém um equilíbrio entre as quatro curvaturas, com zonas nem muito lisas nem muito redondas.

ficar de pé 1

Afira a sua postura com a ajuda de um amigo. Penda um fio de prumo desde a parte lateral da cabeça até ao tornozelo, para que fique alinhado com a zona posterior da orelha. Tome nota das «marcas» por que o fio passa até ao solo. Numa postura ideal, passará pela zona posterior da orelha, a extremidade do ombro, o centro da articulação da anca, a zona posterior-central do joelho e a extremidade posterior do tornozelo.

ficar de pé 2

Se o fio de prumo não passar por estes pontos, tenha presente que a disparidade muitas vezes não se encontra numa zona óbvia, mas abaixo dela. O nosso apoio é calculado a partir do solo. Malformações nos pés (pé chato, metatarso varo ou pé torto) afectam o funcionamento dos joelhos. Problemas nos joelhos (uma lesão, ou um joelho hiperextenso, por exemplo) afectarão zonas superiores alterando o modo como as ancas se mexem. Qualquer sintoma nos pés, joelhos ou ancas afecta potencialmente a coluna e o pescoço. Com o tempo, é frequente um problema na parte inferior da coluna alastrar e transformar-se numa queixa no pescoço..